maio 16, 2013

Fernando Pessoa

" O poeta é um fingidor. Finge tão completamente, que chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente."