dezembro 09, 2016

Coração é doido

Não há como diagnosticarmos de imediato um falso sentimento, afinal nunca vem só, é compartilhado com outra pessoa e uma vez tendo experimentado de grandes e fortes emoções, nos deixamos trair. São nossas vaidades que nos pregam peça, riem da nossa cara e nos confundimos.
Nem é errado acreditar numa possibilidade de amor infinito, mas é errado deixarmos de perceber que pode ser esgotável. Não são os nossos sentimentos que são realmente falsos, são as pessoas, mas queremos acreditar em todas elas.
O que acontece, é que nem tudo existe para durar uma eternidade, há pessoas e situações que vieram apenas para algumas estações.
O nosso maior medo é não termos feito diferença, sermos esquecidos, mas quando já ignorados, é o momento exato para se repensar no quanto nos doamos sem a segurança necessária.
Não precisamos nos punir por nossos sentimentos inconsequentes, afinal quem manda é mesmo o coração, ele nem nos fala, nem sussurra, ele grita e só não ouve quem tapa os ouvidos.

do livro Deixa Partir por Catia Garcia