janeiro 14, 2017

Disfarce

Não dá para acreditar nessa farsa: quando os olhos não veem o coração não sente, afinal vemos muito mais claramente com os olhos da alma. Ela não se engana e nem finge, não esconde e nem apaga sentimentos e memórias.
Nada adianta viver de passado, porque o que já se foi não se vive mais, mas o fato é que as lembranças moram no presente e o coração não tem calendário.
Enquanto isso o relógio do tempo passa e como areia escoando de uma ampulheta, as perdas vão diminuindo pouco a pouco, até quem sabe não doa mais.