fevereiro 26, 2017

... da alma

Uns nasceram para um amor sereno, calmo e tranquilo. Daqueles sem absurdos nem grandes surpresas, quase que café com leite morno. Outros para um amor de fogo, feito dragão, queimando a garganta da razão, mas há quem duvide disso.
Não temos poder algum. Não somos nada.
O coração é quem manda, ele é o mestre e nos direciona, mesmo contra nossa vontade.