fevereiro 26, 2017

Poesia talvez seja o tecido bordado pela delicada linha que une o sonho à realidade.
Uma inverdade acolhida pelos braços do desejo.
Total insanidade, até bobagens aos olhos dos que não sabem sobre o amor.
Uma cor não identificada, de uma dor explorada, escrita exaustivamente até que também sangrem os dedos...