fevereiro 24, 2017

Ziriguidum

Carnaval é a fantasia desse país, disfarçando sua melancolia.
Não é comemorado apenas no começo do ano, a gente samba por todo ele. Dança miudinho para pagar as contas.
Vestimos máscaras para enganar a tristeza, as decepções. Nossos sentimentos assim, podem até certo ponto serem ignorados e lançados feito serpentina.
Felizes aqueles que entendem que comemoração deve ser feita a cada pequena conquista, como a de poder colocar comida na mesa.
"Mamãe eu quero, mamãe eu quero mamar, me dá chupeta para o bebê não chorar."
Grandes verdades estão escondidas  em melodias de outrora. Bom mesmo se pudéssemos mamar nas tetas dos afortunados, mas eles festejam apenas o seu próprio prazer. Poucos de nós são privilegiados e podem sentir-se extasiados por uma conta bancária recheada por longos períodos.
"Olha a cabeleira do Zezé, será que ele é..." o que realmente mostra, quem parece ser?
Malandro é o que ele é, concorda ou não caiu a ficha?