março 17, 2017

Rimas, cismas que se tem
Quando penduram-se versos
Num disperso pensar
Já que balançam ao vento
Nos deixem admirar.
c.g