março 10, 2017

Saudade do mar

Quando ao repousar, me vem em sonhos a lembrança doce de uma vida repleta de ternura e encantamento, me sinto estrela do mar.
Quando meus pés descalços pisam no asfalto quente dessa cidade cinzenta, levo meu pensamento para longe e sinto como se estivesse andando sobre um rochedo à beira mar.
Quando o vento forte no final das tardes balança meus poucos cabelos, é a brisa que sinto vem me refrescar.
Ao anoitecer, mesmo que seja iluminada por luzes artificiais e fluorescentes, é a lua daquele horizonte que eu consigo contemplar.
Sinto imensa saudade do meu mar, e sei que um dia será novamente morada eterna do meu amar.