abril 13, 2017

Ligando o desconfiômetro

Muito bom confiar. A confiança é o alicerce mais seguro. Com ela é que nos sentimos fortes e protegidos. Por ela nos encorajamos e nos reinventamos. O problema são as máscaras, que muitos tem. Concedem-nos a certeza e sem escrúpulo algum a tiram de nós de uma hora para a outra.
Sem ter a quem confiar, nos sentimos perdidos e vazios. Confiando movemos céus e terras.
Quando a confiança é abalada, quando o comportamento muda, sentimos na pele a amargura dessa derrota. Reavaliamos nossa crença de que todos são confiáveis. Embora seja minoria, os que nos decepcionam, fazem com que passe a existir em nós uma armadura de proteção e passamos a confiar desconfiando.
Não é desta forma que desejamos agir, não é desconfiando de tudo e de todos que nos sentimos completos, ao contrário, mas é como nos protegemos de novas e possíveis decepções.


do livro em andamento Deixa Partir