maio 26, 2017

Contrato de fidelidade

Quer fazer, faça direito, não de qualquer jeito; ninguém espera que seja perfeito, embora o capricho e a dedicação seja primordial.
Há profissionais diplomados que não tem a capacidade adequada, mas divulgam seu trabalho, como se fosse o melhor.
Priorizar detalhes de composição faz toda diferença. Entender o que o cliente pede não basta, é preciso entender o que ele precisa. Nem todos sabem pedir, nem todos sabem o que devem ter.
O relacionamento profissional precisa ser estreito, embora não necessariamente pessoal, quase que o artista entra em sua cabeça, para assim entender o que ele deseja.
O bom profissional é aquele que não trabalha apenas pelo dinheiro, mas pela satisfação mútua, afinal a arte final precisa agradar ambos os lados. A confiança entre as partes é essencial, facilita o processo.

do livro em andamento Histórias de nossas vidas.