maio 11, 2017

Desigualdade

Incompreensível aceitar que em meio há tamanha evolução, não se tenha descoberto ainda a cura do câncer.
Descobre-se formas inusitadas para enriquecer ainda mais os afortunados, mas não se encontra a solução para a miséria, para doenças tão cruéis quanto essa.
Há foguetes, sondas espaciais para desvendarem os mistérios das galáxias, mas não há dinheiro suficiente para proporcionar melhor qualidade de vida aos menos afortunados. Nesse joguete de poder, são apenas os poderosos que ditam as regras. Crueldade saber dessas injustiças, quando se tem oportunidades para um bem maior.
Infelicidade, essa a da humanidade, que com seus preconceitos apenas privilegiam os que já possuem todo privilégio, enquanto os que pouco tem, tem menos ainda.
Porque não há partilha condizente com as necessidades? Porque se escreve sobre o amor fraternal, mas não é praticado?
Se houvesse uma divisão de bens de forma coerente, toda humanidade seria beneficiada, ninguém se destacaria e se provaria que somos realmente todos iguais. 

do livro Histórias de nossas vidas