junho 21, 2017

Distância controlada

Se pudéssemos, manteríamos todas as pessoas que amamos por perto. Cuidaríamos delas como se cuida de borboletas, com carinho e delicadeza. Mas Deus não deu asas somente aos pássaros e aos insetos, ele permite que todos tenham a chance de viverem suas próprias vidas no tempo certo.
Se pudéssemos, manteríamos o controle até da nossa própria vida, já que muitas vezes nos descuidamos.
Próximos de nós continuam aqueles que deixaram suas marcas e mesmo fora do alcance, ainda sabemos que há reciprocidade.
Cabe dentro da gente todo o amor do universo, cabe no coração deles o muito que oferecemos por tanto tempo, quando ainda estávamos juntos. Mas ainda assim, mesmo entendendo a necessidade do distanciamento, ele é cruel, machuca o nosso coração, mesmo que saibamos onde cada um deles esteja.
Se pudéssemos, não sentiríamos falta.
Se pudéssemos, não viveríamos solidão. 

do livro em andamento Histórias de nossas vidas