junho 14, 2017

Força vital

Viver mais e melhor é a nossa maior expectativa; evitar sofrimento desnecessário, deixar de acreditar na complexidade dos desafios.
A melhor estratégia é escolher o nosso estilo de vida, o certo, o que nos cabe e que possamos bancar.
A vida deve ser segura e satisfatória, nem mais, nem menos, merecemos viver bem e feliz. Temos uma enorme capacidade de prover alegrias, transformar pequenas em grandiosas conquistas.
A nossa jornada de descobertas começa quando damos o primeiro passo fora da nossa caixa de incertezas e dúvidas. Uma vez corajosos, investimos nas mudanças.
Resoluções imediatas nos levam a erros, se descartarmos a urgência, aprenderemos a ter mais paciência e confiança, pois mais dia, menos dia tudo se ajeita.
O aspecto físico e moral da nova vida que almejamos, trará alegrias e oportunidades, bom acreditar seja possível. O mundo pessoal só é completo quando provamos das alegrias de agora, porque elas também nos acompanharão após as mudanças.
Subestimar nossa vontade de crescer, acreditando seja impossível, elimina de vez a força energética que emanamos naturalmente quando já completos.
É provável que descuidemos dessa nossa força renovadora, nos considerando incapazes, mas não devemos crer que não nos cabe novas chances. Eliminando pensamentos desfavoráveis, concentramos o nosso potencial renovador, alcançando com satisfação mais do que o máximo conhecido de agora. Não é possível viver para sempre, mas é possível ser feliz tanto quanto, no tempo que vivemos.
Não podemos mudar tudo o que desejamos, muito menos mudar quem somos, pois nos apegamos demais a nossa essência, mas numa fração de segundos, mudamos a forma de pensar, e que seja positivamente.
Tudo nesse mundo e no próximo, será muito parecido. Se carregarmos conosco indignações, elas ainda estarão lá.
Lance uma mensagem subliminar na sua mente, impregne-a subjetivamente de ações futuras de benfeitorias. A concepção acontece desde a mudança do ponto de vista.
Não é preciso chegar no fundo do poço para encontrar forças, elas já existem e são totalmente acessíveis.


do livro em andamento Encantamentos místicos