junho 12, 2017

Passado duvidoso

Conservar em si mesmo o passado, é uma das nossas exigências emocionais apelativas. É que escutando e atendendo a nossa voz interior, vemos as imagens coloridas dos sentimentos. Um arco íris sai do coração. Emocionalmente nos sentimos confortáveis e seguros e beneficiamos os sentidos através do reflexo positivo da mente. Mas há uma guerra interminável entre o mundo passado e o real e convicções enganosas de que poderemos viver novamente as mesmas emoções de antes, causa-nos decepções psicológicas.
Tristes deixamos de aceitar as mudanças necessárias e lutamos para vencer esse inimigo saudosista e vencê-lo é essencial, instituímos clareza. Delegando novas responsabilidades, podemos continuar a seguir adiante, evitando olhar para traz.
Doces lembranças podem permanecer vivas, pois elas resultam em sentimentos comumente doces, mas é só. Remoer o que doeu, só faz a dor jamais nos abandonar. 

do livro em andamento Histórias de nossas vidas.