julho 19, 2017

O poder das palavras

Os de poucas palavras são os que realmente mais dizem.
Para sermos compreendidos não precisamos usar uma infinidade de palavras, como aqueles que preferem justificar-se, explicar os prós e os contras, motivos e razões num todo.
É muito fácil para quem gosta de falar e/ou escrever, criar uma enxurrada de palavras, cujo significado poderia ser entendido resumidamente.
O nosso vocabulário é extremamente vasto e intenso, significativo, percebam os exemplos abaixo e sintam a profundidade que tem:
- Desanimei - chega - vaza - arrependi
Qualquer uma dessas palavras usadas separadas e individualmente, faz com que até os mais desavisados fiquem espertos.
As palavras empregadas, ditas de forma categórica, com firmeza, dispensa explicações e roteiros.
- Fé, confiança, determinação, justiça
Todas as pessoas, até os menos letrados conseguem absorver a potência que cada uma carrega.
Frases nem muito estruturadas também conseguem alcançar o coração de qualquer um:
- Eu te amo - Melhor não - Depende - Quem sabe
Talvez ao ouvir, até crie-se expectativas e dúvidas, mas de certo passam e muito bem o recado.
Símbolos como certas palavras também exercem o mesmo poder, dispensando explicações. Imagens são gravadas no nosso subconsciente e mesmo que não o vejamos constantemente, uma vez os termos visto uma única vez, nos faz lembrar de seus significados:



Resumindo, ninguém precisa gastar o precioso tempo especulando formas de aceitarem suas afirmações, pois podem ser entendidas de uma forma rápida e compacta.


Recicle sua mente, não invente formas diferentes de alcançar pessoas. Se for esperto elas já foram alcançadas.

do livro em andamento Histórias de nossas vidas