agosto 03, 2017

Vai te catar

Nestes últimos dias não estou muito de prosa, poesia muito menos.
Andei procurando o tal pode te ouro no fim do arco íris e nada encontrei. 
Entendo que nem todos os dias são dias de bom garimpo, mas pela fresta dos meus dias futuros, já posso ver caminhos ainda não explorados, e acredite, ei de fazê-lo.
Para hoje, se veio procurar rimas, não as encontrou, meus mais nobres sentimentos por você. Rimas são apenas cismas de um poeta sonhador e estou revoltada com todos eles.
Se eu for obrigada a me pronunciar, que seja então por mímica e garanto que o meu dedo mediado apontado é que cairá muito bem. Mas sossegue, não é com você que estou revoltada e sim com esse universo de indelicadezas. Por ele o meu único sentimento nesse dia é de deselegância, porque minha ânsia por mudanças, que por sinal não acontecem, me tira todo o bom humor.